Perfil do investidor entenda a importância

TEMPO DE LEITURA: 3 MINUTOS

O perfil do investidor é fundamental para seleção da carteira de investimentos que lhe deixará mais próximo ao seu objetivo. É preciso considerar algumas características pessoais do investidor, sua situação financeira e objetivos para identificar quais produtos atenderão suas necessidades.

As perguntas devem identificar o perfil de risco, valor do investimento, prazo de aplicação e qualificação do investidor.

perfil do investidor

  1. Perfil de risco

Essa classificação considera a capacidade de absorção de riscos do investidor.

  • Conservador: Não aceita oscilações em seu patrimônio. Tem como prioridade a manutenção do patrimônio. Esse investidor pretende obter rentabilidade um pouco acima da inflação.
  • Moderado: Aceita um pouco de oscilação para melhorar a probabilidade de um retorno um pouco melhor, mas sem exageros.
  • Moderado-agressivo: Aceita risco desde que o retorno seja atraente. Busca resultado de aumento do patrimônio no longo prazo. Não grandes riscos, expõe apenas parte do patrimônio em produtos de média oscilação.
  • Agressivo: Está disposto a assumir riscos, pois quer aumentar bastante seu patrimônio. Tem situação financeira atual que permite arriscar mais, tolerando com frieza momentos de crise financeira.

2. Perfil de prazo de aplicação 

Quanto maior o prazo, melhor a rentabilidade, mas há de ser realista quanto a efetiva capacidade de postergação do consumo. Se a estimação do período de investimento estiver errada, a saída antecipada gerará custos que podem ser muito penosos.

  • Investidor de curto prazo: Preza pela liquidez, pode ou vai precisar do recurso em pouco tempo.
  • Investidor de médio prazo: Não precisa de tanta liquidez, pode investir parte dos recursos com prazo de médio a longo.
  • Investidor de longo prazo: Tem longo horizonte de investimento. Pode ter pequena parte do recurso aplicado com liquidez, mas a maior parte ficará para longo prazo.

3. Perfil de valor de investimento e qualificação do investidor

Cada produto tem um perfil de valor de investimento, que pode ser reconhecido ao analisar suas características específicas. Características como os custos de transação, o valor unitário (do título, operação, ação …) e o risco intrínsecos ao produto.

A partir de tais informações, é possível escolher produtos adequados para o valor do montante disponível para aplicação. Embora um investidor com poucos recursos possa investir em ações, por exemplo, mas não seria o mais adequado. Nesse caso, ele estaria assumindo alto risco, pois não conseguiria diversificar.

Investidores são informalmente classificados, baseado no valor investido, em pequeno, médio ou grande investidor, o último também chamado investidor qualificado.

A CVM (Comissão de Valores Mobiliários), autarquia que regula o mercado de capitais, combina critérios quantitativos e qualitativos para classificar os investidores.

  • Investidor varejo: Esse perfil movimenta valores modestos, além disso tem baixo nível de conhecimento e experiência de mercado. Portanto é mais vulnerável ao risco de assimetria informacional.
  • Investidor profissional: São aquelas com grande conhecimento do mercado. Geralmente trabalham gerindo carteiras: Instituições financeiras, agentes autônomos, Fundos de investimentos…
  • Investidor qualificado: são clubes de investimentos ou pessoas que possuem certificação ou ainda investidores individuais que possuem mais de 1 milhão investido. A CVM considera que quem tem tal quantia, já se qualificou para proteção e multiplicação de suas reservas.

Para ser adequado ao perfil do investidor, o grau de sofisticação do produto deve ser compatível com o nível de conhecimento dele . Com o propósito de proteção do investidor de varejo a instrução da CVM proíbe a aquisição e/ou negociação de determinados produtos específicos, mais complexos, por investidores com capacidade financeira limitada.

Para conhecer mais sobre a prática do suitability no mercado de capitais brasileiro, acesse o site da ANBIMA , associação de Entidade do Mercado Financeiro e de Capitais, aqui.

Como é possível notar, cada característica do perfil do investidor interfere na estratégia de investimento que deve ser adotada na formação da sua carteira.

Fonte: Liberdade Para Investir e Sir Investimentos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *